quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Escala Richter

19 mil toneladas explodindo
em 
cadeia

as ondas de choque radioativas
devastadoras
já atingiram 
os 
centros de comando
pânico

cacos 
de vidro estão 
parados no 
ar

o céu 
negro
não tem amanhã

do 
epicentro
caótico
no fundo da minha 
alma

brotam 
os 
sismos
desregulados que chacoalham 
mente
espírito

não há superfície calma
padrão
que 
se
mantenha

dentro desta prisão chamada de 
mente
corpo
vida

não há pedra sobre
pedra
nas 
ruínas
dos meus bons costumes

fumaça
400 graus Celsius
 pulmão a dentro 
fuligem dos vulcões cobrem os telhados 

frio
nos 
corações

silêncio 
na 
casa

toda a força deste sentimento não ousa emergir além da epiderme
contida
em
lágrimas








Nenhum comentário:

Postar um comentário